sexta-feira, 8 de abril de 2011

What Love does - Parte 5


(...)
Deu o toque de saída e Joana foi ter com Diogo.
Diogo – Olá, então sempre vens comigo?
Joana – Vou sim, mas a que horas?
Diogo – Eu agora não tenho aula, e tu?
Joana – Eu tenho.
Diogo – E não dá para faltares?
Joana – Não devia, mas como quero saber o que me queres dizer vou contigo.
Diogo – Ok, obrigado.
Joana – E onde vamos Diogo?
Diogo – Entra no carro e não faças perguntas.
Diogo tinha um lugar onde gostava muito de ir quando tinha problemas mas ninguém sabia onde era. Diogo decidiu leva-la ate la.
Joana – Que lugar é este?
Diogo – É onde eu gosto de vir quando tenho problemas, aqui penso muito, apesar de parecer que sou forte de trás desta marcara também há um rapaz sensível, romântico, carinhoso.
Joana – Não conheço esse teu lado.
Diogo – Mas eu quero que tu conheças e o mais rápido possível.
Joana – Porque?
Diogo – Tu tens algo especial e eu desde que te vi aquela noite no bar e fui ter contigo que não deixo de pensar em ti e não quero estar com mais nenhuma rapariga.
Joana – Diogo vou te ser sincera, eu não acredito muito nisso, tu deves dizer isso a todas.
Diogo – Não Joana, acredita que não. Nunca me senti assim com mais nenhuma rapariga.
Joana – Pois mas desculpa eu não acredito.
Diogo – Joana acredita em mim, eu nunca trouxe aqui ninguém, este lugar é só meu, e se te trouxe aqui é porque significas muito.
Joana – Pois Diogo.
Diogo – Joana, eu gosto de ti ainda não sei de que forma mas gosto, sinto-me bem contigo apesar de ainda não te conhecer muito bem.
Joana – Vê o meu lado, é um pouco complicado confiar em ti.
Diogo – Eu entendo o teu lado  mas tenta acreditar e confiar em mim por favor.
Joana – Diogo vamos com calma, como tu disses-te ainda não nos conhecemos bem. Podes estar enganado nos teus sentimentos.
Diogo – Ok mas eu não estou enganado nos meus sentimentos. Queres ir embora?
Joana – Não, quero ficar aqui mais um pouco. Sinto-me bem aqui.
Diogo – É bom saber isso. Este pode ficar o nosso lugar? Mais ninguém precisa de saber.
Joana – Pode ser!
Levaram duas horas a falar do que gostavam e do que não gostavam. Riram-se bastante, divertiram-se muito um ao pé do outro.
Joana – Está a ficar tarde, vamos embora?
Diogo – Sim claro! Onde queres que eu te deixe? Em casa?
Joana – Se não te importas.
Diogo – Claro que não tonta.
Diogo foi levar Joana a casa. Despediu-se dela com um beijo bem  fofinho na bochecha.
Diogo – Ah e olha toma o meu número, quando quiseres falar comigo força..
Joana – Ok ok.
Um pouco depois Diogo chegou a casa e recebeu uma mensagem de Joana.
- Olá, gostei muito da nossa tarde.
  
(...)

4 comentários:

Eu e tu, saudades? disse...

sigo*

« catiasilva disse...

sigo; sigo; sigo *.*

Joana Patrícia disse...

vou seguir :b quero ver o que vai acontecer com a Joana e com o Diogo :)

maryanne. disse...

awwww, estou a adorar! estou desejosa pela próxima parte.
sigo, sigo e sigo :)