sexta-feira, 19 de agosto de 2011

What Love does - Parte 7



(...)
Diogo quando a viu foi-lhe falar, mas ela não estava sozinha, mas nem assim ele se importou.
Diogo – Olá princesa!
Joana – Olá Diogo!
Margarida e Cláudia – Olá para ti também Diogo.
Diogo – Desculpem meninas, olá!
Diogo depois de falar com Joana foi para perto dos amigos, e entretanto uma das ex’s dele, chegou perto dele e deu-lhe um beijo.
Diogo – O que estas tu a fazer? Estas parva deixa-me em paz.
Joana ao ver aquilo sai do bar a correr, o Diogo foi atrás dela e deixo a ex lá no bar sozinha. Joana foi para a praia.
Diogo – Joana espera por mim por favor.
Joana – Não, sai. Deixa-me sozinha.
Diogo – Não te vou deixar sozinha eu quero que me ouças. Dá-me uma oportunidade, confia em mim.
Joana – Quem era a rapariga aquela?
Diogo – Vou contar-te um segredo. Eu antes era um rapaz romântico, fiel, dava a minha vida pela a minha namorada. Aquela rapariga era a minha namorada e ela traiu-me com o meu melhor amigo e eu tornei-me um rapaz mulherengo que só queria estar com várias raparigas. Eu amava-a muito e ela magoou-me bué e foi ela que fez que eu fosse assim. E agora do nada chegou ao pé de mim e beijou-me. Eu já não gosto dela, eu sinto nojo dela pelo o que fez.
Joana – Estas a falar a sério ou estas a gozar comigo só para eu cair nos teus joguinhos?
Diogo – Estou a falar a sério. Queres ir ao pé dela comigo e falamos há frente dela?
Joana – Não, não é preciso.
Diogo – Eu só quero que confies em mim, e que não te ia mentir.
Joana – Pois ok, agora vai embora por favor.
Diogo – Desculpa Joana, mas não vou, podes nem falar comigo mas daqui não saiu sem ti.
Joana – Faz como tu quiseres.
E ali ficaram , Joana acabou por adormecer ao lado de Diogo, e de manhã acordou sobre saltada.
- Passou-se alguma coisa?
Diogo -  Não princesa, era incapaz.
Joana – Ok, mas não me esqueço do que se passou ontem.
Diogo – Eu sei mas acredita em mim por favor.
Joana – Um pouco difícil mas … (Diogo interrompeu)
Diogo – Mas nada tu é que não quiseste ir lá ao pé da outra, assim vias que não te estou a mentir! Eu sei que estás magoada comigo mas queres passar o dia comigo? Se não quiseres é na boa.
Joana – Não estou com muita vontade de estar contigo. Tenho que estar sozinha para pensar.
Diogo – Pelo menos vem tomar o pequeno almoço comigo.
(...)